29 out 2013

Sua carreira representa seus valores e crenças?

Por Sofia Esteves, presidente e fundadora do grupo DMRH, psicóloga com pós-graduacão em gestão de pessoas, e professora de pós-graduação.

Sofia Esteves

É comum que profissionais tomem suas decisões de carreira baseados apenas em contingências externas. Entretanto, estas contingências mudam e, se cada um não levar em consideração seus próprios valores, crenças e objetivos de vida antes de fazer suas escolhas, possivelmente ocorrerão insatisfações durante sua trajetória.

Objetivos de vida sofrem influências à medida que se vivenciam novas experiências e é natural que seja assim. Aos 25 anos pode ser importante ter um título pomposo e um cargo em uma companhia moderna. Aos 40, esse desejo pode dar espaço à vontade de estar mais tempo com a família ou ter uma segunda carreira como professor. Prioridades mudam ao longo da vida, mas valores e crenças não, pois compõem a essência de cada um de nós.

Há muitos anos, pesquiso tendências de carreira e mercado de trabalho. Para mim, é cristalino: os profissionais de hoje têm muito mais clareza sobre seus valores e crenças do que há dez anos. Esse movimento positivo está visivelmente refletido nas escolhas das empresas em que almejam trabalhar.

Prova disso é que 69% dos jovens participantes de uma pesquisa realizada pelas consultorias Cia de Talentos e Nextview People afirmam conhecer os valores e crenças das empresas em que sonham trabalhar. E mais, sabem dizer, inclusive, quais são eles: crescimento e desenvolvimento profissional, valorização de pessoas, respeito, ética, honestidade, credibilidade, solidez, foco no cliente, inovação, criatividade e sustentabilidade.

E você, o que me diz? Sabe também listar, assim de “bate e pronto”, quais são seus valores e crenças? Quais são os princípios de que não abre mão? Deveria!

Se você não levá-los em conta ao fazer suas escolhas profissionais, certamente irá ter alguma frustração. E não estou dizendo isso por dizer. Ao acompanhar jovens e executivos em diferentes momentos nesses longos anos de estrada, tive a sorte e o privilégio de aprender muito. E uma das coisas que mais me marcou foi o quanto negligenciar de alguma forma aquilo que verdadeiramente importa para nós, pode trazer consequências.

Para que você possa fazer uma lista de conquistas, metas e aprendizados no futuro, leve sempre seus valores consigo. Se não embarcá-los em suas decisões, sem dúvidas terá outra lista nas mãos – a de frustrações. Pense nisso!

Deixe seu comentário