21 nov 2012

O mundo está mudando, e o que a sua empresa vai fazer?

Alexandre Caraccio, professor de Marketing e Planejamento Estratégico da ESAGS

A única constante na vida é a mudança. ‘Se você agir ou tiver o mesmo modelo daqui a cinco anos estará simplesmente fora’, disse Kotler em uma de suas palestras sobre Marketing 3.0. Apesar de não ser fascinado por esse tipo de abordagem, estou mais flexível quanto a isso dado o grau de mudança no mundo em que vivemos.

Outro dia, em uma aula de Pós-MBA, um dos alunos me perguntou o que mudou no mundo dos negócios. Como já ouvi de um professor, todo bom mestre precisa ter um pouco do Batman, com seu cinto de utilidades! Nesse dia passei um vídeo de uma criança mexendo em um celular touchscreen com uma desenvoltura até então inimaginável, apenas para exemplificar de forma clara como o mundo de hoje estava realmente diferente.

O aluno é como um consumidor que deve ser cocriador, ou seja, participar do processo criativo. Se o aluno tem uma postura mais participativa ou entusiasmada, a aula pode ser muito diferente. As empresas não podem ignorar as tendências e os impactos que elas causam nos negócios, porque não são modismos e vieram para ficar. A tendência deve ser analisada em vários prismas: ela afeta vários aspectos da vida? O seu impacto é profundo? O seu escopo de influência é amplo ou restrito? Ela veio para ficar? O mapeamento de uma tendência passa por analisar tais questões.

Um bom exemplo de entendimento e ação sobre uma tendência vem da empresa Tecnisa. Ao entender o envelhecimento da população brasileira como tendência marcante – até 2025 pelo menos 15% da população terá mais de 60 anos – a empresa passou a contemplá-la no desenvolvimento de seus produtos com a chamada ‘consciência gerontológica’. Os produtos têm menos escadas, mais rampas, fechaduras invertidas, entre outras sacadas que contaram com a participação de um time multifuncional de funcionários da empresa, gerontólogos, terapeutas e assistentes sociais.

O mapeamento do ambiente externo é um dos pontos vitais para o correto planejamento de sua estratégia, seja na sua empresa ou na sua vida pessoal. Há algumas ferramentas que auxiliam nessa questão e a mais importante consiste na PEST (Política, Econômica, Social e Tecnologia). Realizar essa atividade parece simples, mas não é. O futuro já chegou, cabe a nós prestarmos mais atenção nesse novo contexto e tomarmos ações em nossas empresas e em nossas vidas.

Deixe seu comentário