28 mar 2014

Especialista fala sobre oportunidades de negócios na indústria do petróleo

Inovação Tecnológica na Indústria do Petróleo é o tema da palestra que será realizada em Santos no próximo dia 9 de abril, às 20h, na Strong Educacional, empresa conveniada à Fundação Getulio Vargas (FGV). Para abordar o assunto, estará na Cidade o professor e diretor-executivo da Rede Paulista de Inovação (RPI), Altair Emboava de Araújo, que também gerencia a Incubadora Tecnológica da Universidade do Vale do Paraíba (Univap Revap).

O objetivo do encontro é discutir as oportunidades de negócios e a capacitação de empreendedores para atuar no setor de petróleo, gás e biocombustíveis. Ele também falará sobre duas questões desafiadoras para quem pretende entrar nesse mercado: os mecanismos de financiamento de projetos e a proteção intelectual das ideias desenvolvidas.

Segundo o coordenador do curso MBA em Gestão de Negócios em Petróleo, Gás e Biocombustíveis da FGV/Strong, João Luiz Ponce Maia, esse é um dos assuntos mais importantes em discussão no momento, sendo destaque nas agendas de governos, empresas e demais instituições, no país e no mundo.

“O crescimento da demanda por energia é evidente em todos os cenários. Até 2040, essa energia será atendida predominantemente pelas fontes fósseis, com destaque e predomínio do petróleo e seus derivados. O Brasil possui uma condição diferenciada quanto à existência de uma matriz energética equilibrada entre as fontes fósseis e renováveis. Considerando-se a evolução dessa indústria, a área de serviços carece de profissionais qualificados para atuar como gestores em diversas atividades”.

Exatamente por isso, ele destaca a importância dessa palestra como oportunidade de capacitação profissional para gestores, empresários, executivos e demais profissionais interessados em atuar nesse mercado.

O encontro será realizado na Strong Santos, que fica na Avenida Conselheiro Nébias, 159, Vila Nova.

Para participar é preciso se inscrever no site da Strong.

Também é necessário doar 1 kg de alimento não perecível ou R$ 10,00. Tudo que for arrecadado será encaminhado à Associação Prato de Sopa Monsenhor Moreira, instituição que atende pessoas que vivem nas ruas.

Deixe seu comentário