12 dez 2013

7 passos para planejar 2014

Planejando agora e seguindo os sete passos, certamente teremos um 2014 mais tranquilo, pelo fato de se trabalhar preventivamente de forma a evitar os sobressaltos.

O ano de 2013 está chegando ao fim! Para muitos empresários, o mês de dezembro é o melhor em vendas no ano. Mas, independentemente disso e seja como for o resultado, é tempo de planejar 2014.

Planejar é um dos mais importantes comportamentos empreendedores e, ao mesmo tempo, um dos comportamentos mais negligenciados pelos empresários.  Nós, os latino-americanos, não fomos educados e treinados para planejar. Por isso, preferimos executar sem planejamento, assumindo um alto risco de não sermos bem-sucedidos.

Já os orientais, por sua cultura e educação, usam a maior parte do tempo disponível para uma tarefa, planejando resultados e atividades, e uma porcentagem menor do tempo executando-as. Eles ainda reservam uma parte do tempo para checar se tudo ocorreu de acordo com o planejado, antes do prazo final.

Na contramão deste comportamento, aqueles que não planejam, planejam pouco ou mal, gastam a maior parte do tempo executando tarefas. Atrasam o prazo de entrega e depois perdem uma quantidade significativa de tempo, dinheiro e trabalho, reparando os erros na execução.

O que queremos para 2014?

Hoje temos a oportunidade de decidir se vamos planejar o ano com metas, objetivos e resultados, ou se ficaremos o tempo todo apagando os incêndios – que a falta de planejamento certamente acarretará.

Mas, como não fomos adequadamente treinados para planejar, muitas vezes não sabemos como fazer. Diante disso, descrevo um passo a passo simples e objetivo para fazermos um bom planejamento para 2014.

1º Passo – Definir onde queremos chegar

Escrever o objetivo da seguinte forma: verbo no tempo futuro + objetivos desafiadores + até quando.

Exemplos: vamos faturar R$ 960 mil, 25% mais que 2013, até 31/12/2014. Atender 25% do nosso mercado até 30/9/2014.

Se não definirmos onde queremos chegar, qualquer lugar que chegarmos estará bom.

2º Passo – Analisar o ambiente interno

Reconhecer quais são nossos pontos fortes e fracos, o que precisamos melhorar e definir como agir em relação a eles.  Nesta análise também é muito importante identificar as oportunidades e ameaças que o ano de 2014 trará. Com isso, estaremos prontos para enfrentá-las.

3º Passo – Analisar o ambiente externo

Estudar o mercado, os clientes, os concorrentes, os preços, os impostos, os fornecedores, enfim, tudo o que se refere ao seu negócio, seja nas linhas de receitas ou despesas. Um planejamento bem feito não apresenta um negócio como se não houvesse concorrentes, terceiros, parceiros e outros jogadores.

4º Passo – Definir metas

A partir das análises dos ambientes interno e externo e do grande objetivo que mostra onde chegar, definir metas de grupo e individuais e também para períodos menores.

Exemplos: meta de faturamento do mês de janeiro/14 – R$ 80 mil; meta de prospecção de novos clientes em março/14 – 8 novos clientes; meta de faturamento de cada vendedor do setor – R$ 20 mil.

5º Passo – Planejar como atingir metas

Após as metas estarem definidas, basta determinar quais passos são necessários para o seu atingimento. Mais uma vez será preciso dividir os objetivos em unidades de tempo ainda menores e de forma mais individualizada.

Exemplos: meta de venda do Henrique em cada semana de janeiro/14 – R$ 5 mil; meta de prospecção de clientes na cidade de Indaiatuba – 2 clientes.

6º Passo – Monitorar a performance sistematicamente

Estabelecidas as metas – bem como os responsáveis por atingi-las – é de suma importância monitorar e encorajar a equipe. Creio que monitorar seja até mais importante do que estabelecê-la, pois uma meta que não é acompanhada bem de perto cai no descrédito, tanto daquele que a estabelece quanto do responsável pelo seu atingimento.

De forma prática, o empresário, ao final de cada período, deve ter uma breve reunião com aquele que recebeu a meta. O objetivo é apurar quanto já foi alcançado e quanto ainda falta para o atingimento.

7º Passo – Bonificar equipe e celebrar os resultados

Quanto mais gente está envolvida em um objetivo mais fácil é atingi-lo. Portanto, envolver a equipe é um dos grandes segredos do sucesso.

E qual é a melhor forma de envolver a equipe?

Dividindo os resultados positivos, por meio de uma política de bônus e da prática de elogiar, reconhecer e celebrar com aqueles que contribuíram com o atingimento das metas e resultados.

*Artigo escrito por Renato Maggieri. Ele é palestrante, consultor de negócios e apaixonado por empreendedorismo. Possui dois títulos MBA – em Gestão Empresarial pela FGV e Executive Seminars pelo Rockford College.

Deixe seu comentário